JNO - Jornal de Nova Odessa - page 3

TERÇA-FEIRA, 29 DE OUTUBRO DE 2019
PÁG. 3
CIDADE
Da Redação
O vereador Angelo Ro-
berto Réstio, o Nenê Réstio
(MDB), teve aprovado na
semana passada, na Câmara
deNovaOdessa,umrequeri-
mento emque solicita infor-
mações da Prefeitura sobre a
possibilidade de padronizar
as receitas médicas, da Rede
Municipal de Saúde, para
que todas sejamdigitadas. O
objetivo é facilitar a vida dos
pacientesnahorada compra
dosmedicamentosprescritos
pelos médicos.
O pedido é motivado por
reclamaçõesdecidadãosnão
serem atendidos na Farmá-
cia Municipal ou nas UBSs
(Unidades Básicas de Saúde)
quando as receitas estão
manuscritas pelos médicos.
“Alguns não estão tendo
tempo de digitar os seus re-
ceituários ou familiaridade
com informática pra isso”,
argumenta. A padronização
no preenchimento das re-
ceitas médicas permite que
todas sejamdigitadas.
A reivindicação é feita
também pelo entendimento
do que está sendo prescrito,
uma vez que farmacêuti-
cos e enfermeiros podem
ministrar medicamentos
de forma errônea ao não
entender o que está escrito
no receituário. “Já houve
casode farmacêuticovender
remédio diferente do que
foi indicado pelo médico e
trouxe problemas sérios de
saúde ao paciente”, revela
Nenê Réstio.
“Para que não haja dúvi-
das easpessoasfiquemmais
» reclamações de cidadãos
Vereador Nenê Réstio pede padronização de
receitas médicas, todas digitadas, no município
Parlamentar afirma que letra de alguns médicos dificulta a compra de remédios por pacientes
seguras na hora da compra
dos medicamentos”, refor-
ça. O vereador cita o Projeto
de Lei nº 669/2008, que
tramita na Assembleia Le-
gislativa, para obrigar postos
de saúde, hospitais, clínicas,
ambulatórios, consultórios
médicos e odontológicos,
da rede pública ou privada,
a expedir receitas médicas
e odontológicas digitadas e
impressas.NoSenado trami-
ta projeto semelhante ao da
Alesp. “Enquantonãoocorre
a aprovação desse projeto,
podemos nos orientar pelo
que determina o Conselho
Regional deMedicina do Es-
tadodeSãoPaulo, Resolução
nº 278, de 23 de setembro de
2015, que a prescrição mé-
dica deve obedecer alguns
critérios e o primeiro deles
refere-se à letra legível ou
pormeio impresso”, finaliza.
Da Redação
A Prefeitura de Nova
Odessa, por meio da Se-
cretaria de Obras, Projetos
e Planejamento Urbano,
finalizou na sexta-feira (25)
as obras de manutenção na
estradaque ligaos bairros de
chácaras da região conheci-
da como Pós-Anhanguera,
no limite de Nova Odessa
com Americana. A inter-
venção foi iniciadanaúltima
sexta (18), com objetivo de
melhorar as condiçõesdavia
antes do início do período
de chuvas. O prefeito Ben-
jamim Bill Vieira de Souza
acompanhou a conclusão
dos trabalhos e aprovou o
serviço realizado.
“Estamos perto da época
de chuvas e se faz necessário
mesmo uma boa interven-
ção nas estradas rurais de
NovaOdessa. Eesseéoprin-
cipal acessoparamuitosmo-
radoresdaregiãodechácaras
aqui no Pós-Anhanguera. É
um trabalho paliativo, mas
que ajuda muito”, explicou
o prefeito Bill. O trabalho
» PÓS-ANHANGUERA
Secretaria de Obras, Projetos e Planejamento
Urbano finaliza manutenção em estrada
Divulgação / JNO
consistiu na regularização
da estrada, com o uso de
máquinas pesadas, e a apli-
cação de camadas de pedra.
“Depois das pedras, nossos
colaboradores aplicam a
» Centro de Feiras e Eventos
Vereador Poneis fala do “sonho” que saiu do papel
Isabella Uliani
Noúltimodia24, foi inau-
gurado em Nova Odessa, o
Centro de Feiras e Eventos.
Localizado na rua Anchieta,
no Centro, o local recebeu o
nome de ReinaldoRagonha,
tradicional comerciante da
Vila Azenha.
Oespaço conta comuma
áreadedoismilmetros qua-
drados, uma cobertura de
540 metros quadrados, ilu-
minação para realização de
eventos à noite, pavimen-
tação em piso intertravado,
fechamento com gradil e
sanitários.
A ideia inicial foi do vere-
ador Avelino Xavier Alves, o
Poneis (PSDB), que através
de um requerimento citou
a necessidade de se ter uma
infraestrutura para os fei-
rantes e frequentadores da
feira livredoCentro. “A ideia
inicial seria que os feiran-
tes, que hoje montam suas
barracas na rua, em frente
ao local sugerido, pudessem
sonhar com um espaço fixo
com a criação do Mercado
Municipal. Eles utilizariam
o espaço que teria infraes-
trutura como banheiros,
energia, água e cobertura”,
justificou, na época, o vere-
ador no requerimento.
Poneis se disse muito
orgulhosodosonhoque saiu
dopapel. “Minha ideia inicial
eraum‘minimercadão”, se-
melhante ao de Americana,
mas não foi possível. Mas
ainda assim é muito grati-
ficante ver que uma ideia
cresceu e tomou forma”,
disse ele.
Ele ainda contouque tem
sido procurado por feirantes
e munícipes para agradecer
a iniciativa. “Émuito gratifi-
cantever comooCentro tem
agradado a todos. Fico feliz
nãosópeloreconhecimento,
mas tambémpor serparteda
realização do Centro. Sem o
prefeito Bill e sem o depu-
tado Vanderlei Macris isso
não seria possível”, contou
o vereador.
O investimento na obra
foi de poucomais de R$ 500
mil, e os recursos vieram
do governo federal, graças a
uma emenda do deputado
federal Vanderlei Macris
(PSDB).
Divulgação / JNO
Divulgação / JNO
fresa de asfalto e passamos
amáquina paramelhorar as
condições da via”, comple-
tou Bill.
A Secretaria de Obras,
Projetos e Planejamento Ur-
bano informou que parte
do material foi doada pela
loteadora responsável pelo
empreendimento Jardins
da Cidade, nas margens
da Rodovia Arnaldo Júlio
Mauerberg, próximoaoPor-
tal dos Nobres. Nesta obra, a
Prefeitura já utilizou o rolo
compactadorvibratóriodoa-
dopelaFazendaFortalezano
último dia 7 deste mês.
Nesta obra, a Prefeitura já
utilizou o rolo compacta-
dor vibratório doado pela
Fazenda Fortaleza no úl-
timo dia 7 deste mês.
1,2 4,5,6
Powered by FlippingBook