JNO - Jornal de Nova Odessa - page 2

TERÇA-FEIRA, 29 DE OUTUBRO DE 2019
PÁG. 2
em cena
SERVIDOR PÚBLICO
Por conta do Dia do Funcionário Pú-
blico, a Câmara Municipal de Nova
Odessa não teve expediente e nem
sessão legislativa ontem, dia 28. O
atendimento ao público será retomado
hoje, dia 29, a partir das 8h. A Sessão
Legislativa, prevista para esta data,
também será realizada hoje, às 18h.
PARABÉNS
O prefeito Bill e a primeira-dama e
presidente do Fundo Social de Soli-
dariedade, através de uma publicação
no Facebook, parabenizou todos os
servidores municipais pelo dia do
“Funcionário Público”. “Em nome
da nossa querida dona Neuza, eu e a
Andréa queremos parabenizar todos
os servidores públicos pelo seu dia.
Ummunicípio não se administra sozi-
nho, mas com a união de todos. E nós
temos um enorme respeito por cada
umde vocês, que nos ajudama vencer
os desafios e a construir uma cidade
cada dia mais harmoniosa”, escreveu
o prefeito Bill em uma foto com uma
das funcionarias da Prefeitura de Nova
Odessa.
PORTE DE ARMA
O plenário da Câmara dos Deputados
vai tentar votar esta semana o projeto
de lei que amplia a posse e o porte de
armas de fogo no país. O projeto do
Poder Executivo permite a concessão
de porte de armas de fogo para novas
categorias, alémdas previstas no Esta-
tuto doDesarmamento. Atualmente, o
porte só é permitido para as categorias
descritas no Estatuto doDesarmamen-
to, comomilitares das Forças Armadas,
policiais e guardas prisionais. O porte
de armas consiste na autorização para
que o indivíduo ande armado fora de
sua casa ou local de trabalho. Já a posse
só permite manter a arma dentro de
casa ou no trabalho.
AJUDA
O Exército começou neste domingo,
dia 27, a reforçar a limpeza de praias
atingidas pelo óleo em Sergipe. Cerca
de 50 militares atuaram em pontos de
Aracaju, após uma avaliação e moni-
toramento da faixa de areia no dia an-
terior, segundo a prefeitura da cidade.
A participação do Exército nas ações
em toda a área afetada do Nordeste foi
definida na última segunda-feira, dia
21, pelo presidente interino Hamilton
Mourão. Ele anunciou a convocação
de 5.000 homens da força, mas ape-
nas 812 haviam sido empregados até
sábado (26), segundo o Ministério da
Defesa.
CHARGE
H
á umproje-
to de lei em
tramitação
no Sena-
do Federal
que, se aprovado, pode
salvar inúmeras vidas.
O PLC 143, conhecido
como PLC dos 30 dias,
prevê que em caso de
suspeita de câncer o
paciente ou a paciente
deverão receber o diag-
nóstico na rede pública
de saúde em até um
mês, que é o ideal. A
realidade é muito dife-
rente. A espera na rede
pública pode demorar
até seis meses, período
muito longo e que pode
custar muitas vidas, in-
cluindo as dasmulheres
com câncer de mama.
Segundo o Institu-
to Nacional de Câncer
(INCA), o diagnósti-
co precoce da doen-
ça aumenta em 95%
as possibilidades de
cura. Porém, de acordo
com o Tribunal de Contas
da União (TCU), 56% dos
pacientes recebem o diag-
nostico quando já estão
em estágio avançado da
doença, diminuindo ou
anulando as chances de
sobrevivência. Dos tipos de
câncer, o demama é omais
comum entre as mulheres
no Brasil, representando,
segundo o INCA, 29% dos
casos. É para conscientizar
as mulheres que foi criada
a campanha mundial Ou-
tubro Rosa, que dedica um
mês inteiro para a tratar de
prevenção contra o câncer
de mama.
Além da demora para o
diagnóstico, o Brasil ainda
precisa lidar com outros
entraves, como a desigual-
dade social. Mulheres em
melhores condições fi-
nanceiras recebem o diag-
nóstico mais cedo. Logo,
também começam o tra-
tamento mais rápido e em
ambientes com mais re-
cursos, como clínicas par-
ticulares. Já asmais pobres,
além de esperar meses por
uma mamografia, ain-
da dependem de uma
saúde pública indis-
pensável para grande
parcela da população
– e por muitos espe-
cialistas considerada
revolucionária, porém,
com muitos problemas
a serem solucionados.
O fortalecimento da
saúde pública no Brasil
é urgente. Faltam inves-
timentos emtecnologia,
diferentemente do que é
visto em hospitais pri-
vados. O Sistema Único
de Saúde (SUS) conta
com médicos (servi-
dores públicos) quali-
ficados e empenhados,
que lidam diariamente
com a falta de recur-
sos para atender aos
seus pacientes. Porém,
apenas colaboradores
capacitados não basta-
rão enquanto o Brasil
continuar a lidar com
um outro tipo de cân-
cer: o da corrupção. O
desvio de verba desti-
nado para a saúde, a
falta de investigação e a
impunidade favorecem
políticos e empresá-
rios desonestos. A po-
pulação mais carente,
aquela que mais precisa
dos servidores, é a mais
prejudicada.
Para diminuição dos
números de morte por
câncer, o Legislativo
precisa fazer sua parte.
Aprovar o PLC dos 30
dias é um começo.
Para diminuição dos nú-
meros de morte por cân-
cer, o Legislativo precisa
fazer sua parte. Aprovar
o PLC dos 30 dias é um
começo.
Antonio Tuccílio
presidente da Confederação
Nacional dos Servidores
Públicos (CNSP)
Outubro Rosa: Projeto
de Lei dos 30 dias
pode salvar vidas de
pacientes com câncer
Quando eu tinha 10, eu queria ter a mesma despreocupação,
com a sabedoria que terei aos 80.
Quando tiver 80, vou querer ter a mesma cabeça e o corpo de 20.
Quando eu tinha 20, queria ter a mesma coragem, com o que eu sabia aos 30.
Com 30, só queria continuar não sabendo o que eu não sabia aos 10.
Quando eu era um, morria de vontade de saber como era
ser três.
Quando for três, vou rezar todos os dias,
pra que não sejamos quatro.
Sendo dois, que se oficializem.
Sendo um, que se agilize.
Quando for amanhã, voumudar.
Nem que seja de dia. Antes do entardecer.
Quando fui ontem, eu tentei,
Mas veio o hoje e me obrigou a me reconhecer.
Sabedoria
Comente este texto ou fale com o
autor -
Uma carta para ser lida quando for preciso
Juliano Schiavo
jornalista, escritor e professor
de biologia.
U
m corpo em
repouso tende
a ficar em re-
pouso e nele
permanece se
não for aplicada uma força.
Quem disse isso foi Isaac
Newton, em 1687. Embora
seja um conceito da física,
peço licença para usá-lo
numa pequena reflexão: a
vida é assim também. Caso
não façamos nada paramu-
dar uma realidade, ela fica
estagnada.
Uma conquista só é al-
cançada depois de muito
empenho. E de certa forma,
quem está por fora e não
conhece toda a história
para se chegar ali, acredita
que tudo vem do céu. Não.
Até para chover, a água
precisa fazer um percurso.
Sair do estado líquido e ser
transformada em vapor.
De vapor, é condensada.
Há mudanças ali de estado.
Mudanças, que são essen-
ciais.
Se estamos infelizes com
algo, o que temos feito para
mudar a realidade? Só re-
clamando ou se movimen-
tando paramudar aspectos
que nos incomodam? Mui-
tas vezes, há situações em
que não podemos alterar
e elas devem ser aceitas. A
única transformação que
deve ocorrer é a forma de
pensar. Se eu não posso
mudar algo, quem deve
mudar sou eu, ou seja,
meu pensamento: deixo de
insistir e parto para outra
oportunidade. Sementes
não costumam germinar
em lugares áridos.
Caso algo te incomode
e é possível mudar, o que
você temesperado? Já pen-
sou no quanto você tem
protelado para tomar deci-
sões que, embora difíceis,
representam o seu bem
-estar? Afinal, cuidar-se é
amor próprio e é preciso,
todo dia, se fazer atos de
carinho para tal. Ninguém
consegue amar o outro sem
antes se amar.
Pare de esperar pela
aprovação dos outros: se é
seu sonho, ninguém tem
direito de intervir. Insista,
persista, batalhe. E lembre-
se: haverá dias que você vai
falhar e vai se sentir com o
coração apertado. Também
haverá dias que você pode-
rá sorrir. Há dias e dias. O
importante é se colocar em
movimento, sempre. Caiu?
Levante e siga em frente. A
vida é movimento.
TRISSEMANÁRIO
(terças, quintas e sábados)
Acesse nosso site
Diretor responsável
Aparecido José Gielfi
Escritório, Redação e Parque Gráfico
Rua Rio Branco, 1220 - Santa Rosa,
Nova Odessa - CEP 13.385-052
Fale conosco
Tel.:
(019) 3466-2519
E-mail:
Fundado em 23/01/1993
«
As cartas e os artigos não
representam, necessariamente,
a opinião do jornal. A inclusão
visa acima de tudo, estimular o
debate sobre os mais variados
assuntos e proporcionar aos
leitores opiniões diversas.
»
Filiado
1 3,4,5,6
Powered by FlippingBook